Ejaculação precoce confunde impotência

Seção Saúde   •   Data 13/09/2012   •   Nenhum comentário

Dr. Marco Antonio Gubert – Urologista*

É comum alguns pacientes que chegam ao consultório referindo ereção problemática, curta e fraca porque a ereção some ou diminui antes da completa satisfação do casal. Ouvindo atentamente estes pacientes, chego frequentemente ao diagnóstico de ejaculação precoce, bastando identificar o momento da ejaculação. Referem ereção completa que dura até o orgasmo (gozo), em seguida diminui, isto é fisiológico (normal). O errado é gozar muito cedo, antes do desejado.
Acredita-se que cerca de 40% dos homens apresentam dificuldade no controle do orgasmo-ejaculação. A gravidade da precocidade é variável de pessoa, e pode ser: na fase excitação, na penetração momento após, até 5 minutos após. Quanto mais acentuada maior será a frustração acumulada do casal, pois o descontentamento do prazer parcial ao longo dos anos, trará cobrança da parceira ou do próprio homem, que trará alteração do desempenho, inibição do desejo e apetite sexual de ambos, logo passarão a evitar o sexo, pois há perda dos atrativos, podendo haver até mesmo a impotência. Com certa frequência verificamos separação desses casais, se não houver melhora desta situação.
As razões são psicológicas em cerca de 70% dos casos, com grande ansiedade frente ao ato sexual. Ocorrem ótimos resultados com tratamento psicológico especializado (terapia sexual), com duração de três meses. Os outros 30% são por razões anatômicas (prepúcio sensível pela fimose e freio – cabresto curto) que levam a hipersensibilidade da ponta do pênis.
É corrigido com cirurgia sob anestesia local com ótimos resultados pois esta simples operação já pode normalizar a ejaculação precoce, mas eventualmente a terapia sexual complementar poderá ser necessária. Nunca haverá solução com psicoterapia, se não corrigir a hipersensibilidade anatômica previamente.
Com estas medidas acima conseguimos resultados satisfatórios na grande maioria dos nossos pacientes à curto e médio prazo. A ejaculação precoce é um processo complexo, de longa duração, na qual o homem não conseguirá reverter a situação sozinho, devendo procurar auxilio de profissionais especializados que o ajudarão a encontrar o seu bem estar, estabilizando a sua vida sexual e familiar. Se assim proceder, permanecerá a ejaculação precoce, os problemas se agravarão, comumente desencadeando a separação e a impotência.

* Dr. Marco Antonio Gubert é Urologista da Androclin – Clínica de Urologia e Sexualidade

Comentários

Os comentários estão desativados.