Contrabando no Paraná já representa 22% do total de evasão fiscal no país

Seção Notícias   •   Data 31/07/2014   •   Nenhum comentário

ABCF e ETCO se unem para chamar a atenção ao agravamento dessa prática criminosa cada vez mais comum nas fronteiras e com impacto direto nos municípios do estado

A conta já está nas alturas. Só no primeiro semestre desse ano foram mais de 70 ações da Associação Brasileira de Combate à Falsificação (ABCF) em conjunto com as autoridades em todo o estado. Elas tiveram como foco o combate ao cigarro de contrabando, autopeças, confecções, combustíveis, bebidas, fios e cabos elétricos, produtos de higiene e limpeza, artigos de grife, entre outros.

O problema do contrabando no país tem se agravado muito nos últimos anos e o Paraná é um dos estados que mais sofre com o crescimento e a profissionalização das quadrilhas. Pelos mais de 1.100 km de fronteira seca e 1,35 mil km formados pelas reentrâncias do lago de Itaipu, contrabandistas contam com um aparato cada vez mais sofisticado, incluindo barcos para o transporte de carga entre as fronteiras, caminhões, motoristas e olheiros que se espalham entre os mais de 300 portos clandestinos da região.

Segundo dados da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Foz do Iguaçu, as apreensões de mercadorias e veículos realizadas nos seis primeiros meses de 2014 somaram aproximadamente R$ 138 milhões, valor que é 22% maior que o registrado no primeiro semestre do ano anterior. Juntos, cigarros, eletrônicos e veículos representaram mais de mais de 80% do total das apreensões registradas neste primeiro semestre.

 

Entre os municípios de fronteira afetados pelo contrabando, 13 se destacam: Porto Murtinho, Bela Vista, Jardim, Campo Grande, Ponta Porã, Dourados, Mundo Novo, Guaíra, Marechal Cândido Rondon, Toledo, Cascavel, Medianeira e Foz do Iguaçu.

Neste ano, a estimativa de evasão fiscal referentes à arrecadação de ICMS no estado é de R$755 milhões. Com esse valor, seria possível:

– Restaurar 2.340 km de rodovias

– Construir e pavimentar 848 km de rodovias

– Manter 340 mil crianças por um ano na creche

– Educar 412 mil alunos na pré-escola por um ano

Comentários

Os comentários estão desativados.